Quando emitimos boletos, algo muito importante é a informação no tx2/json de envio as informações de juros e multa . Neste post, iremos abordar a forma de fazermos isto utilizando a solução Tecnospeed para a emissão de boletos .

 

Lembrando que em nossa solução, os campos para a geração do tx2/json são padronizados, então independente do banco, o nome dos campos não muda!

 

Então vamos começar! O primeiro passo é indentificarmos qual o CNAB do convênio do cliente. Isso é importante porque influencia na forma como o banco espera alguns dados.

Estes são os campos caso seu cliente use o CNAB 240:

Neste CNAB, para o cálculo dos Juros , precisamos adicionar no tx2/json de envio dos boletos os seguintes campos:

  •    TituloValorJuros     -> Valor/Taxa de juros a ser cobrada

  •    TituloDataJuros      -> Data do início da cobrança de juros

  •    TituloCodigoJuros  -> Pode assumir um destes valores: 1 - Valor por dia; 2 - Taxa mensal ou 3 - Isento.  

E estes são os campos para o cálculo da Multa :

  •    TituloValorMultaTaxa   -> Valor/Taxa da multa

  •    TituloValorMulta           -> Valor/Taxa da multa (ao informar este campo, o valor sai também na impressão do boleto)

  •    TituloCodigoMulta        -> Pode assumir um destes valores: 0 - Não registra a multa; 1 - Valor em Reais (Fixo); 2 - Valor    em percentual com duas casas decimais

  •    TituloDataMulta             -> Data do início da cobrança da multa           

 

E abaixo, segue os campos para serem utilizados quando o CNAB da conta é o 400:

Para o cálculo dos Juros :

  •     TituloValorJuros     -> Valor/Taxa de juros a ser cobrada

  •    TituloDataJuros      -> Data do início da cobrança de juros

No CNAB400, não passamos o código de juros , porque quem define se a cobrança será feita por dia ou por taxa é o banco, então, é sempre importante confirmar esta informação com o banco antes de iniciar as emissões!

E para o Cálculo da Multa, usamos estes campos:   

  •    TituloValorMultaTaxa   -> Valor/Taxa da multa

  •    TituloValorMulta           -> Valor/Taxa da multa (ao informar este campo, o valor sai também na impressão do boleto)

  •    TituloCodigoMulta        -> Pode assumir um destes valores: 0 - Não registra a multa; 1 - Valor em Reais (Fixo); 2 - Valor    em percentual com duas casas decimais

  •    TituloDataMulta             -> Data do início da cobrança da multa        

 

Agora que já definimos como informar os juros e a multa no tx2/json do boleto, veremos como fazer o cálculo delas:

   De acordo com o Código de Defesa do Consumidor, existe um limite máximo de 2% para a cobrança da multa , que é calculado sobre o valor de compra do produto. Ou seja, se um produto foi comprado por 100 reais, o valor máximo da multa deste boleto é de 2 reais (Valor x taxa máxima de multa).

   E os juros , da mesma forma que a multa, também possui um limite de cobrança definido pelo Código de Defesa do consumidor, que consiste em uma taxa máxima de 1% ao mês , com base no valor da compra.
   Então, para calcular o valor os juros, precisamos saber a porcentagem de cobrança diária, para isso, dividimos a taxa de 1% pelos 30 dias que temos em um mês comercial, e esta divisão de 1/30 resulta em 0,033%, que é  taxa de juros diária do boleto .

   Para exemplificar, vamos imaginar um boleto de R$ 200,00 e que o pagamento ocorreu com atraso e 10 dias.

   Neste caso teríamos: 10 x 0,033% (10 dias de atraso multiplicado pela taxa diária de juros) = 0,33%
   E R$ 200,00 x 0,33%, que resulta em 66 centavamos. Desta form, o preço "final" do boleto seria 100,66

 

Vale ressaltar que a cobrança de juros e multa não é obrigatória em todos os casos, e cabe ao emitente optar ou não pela cobrança

 

Caso tenha qualquer dúvida neste processo de emissão ou queira conhecer a solução Tecnospeed para a emissão de boletos, entre em contato conosco, será um prazer te atender!