Desde maio de 2015, a Secretaria de Fazenda do Estado do Rio Grande do Sul, vem informando aos contribuintes sobre a mudança que está acontecendo nos webservices de autorização dos documentos fiscais eletrônicos NFe (Nota Fiscal Eletrônica) NFCe (Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica) CTe (Conhecimento de Transporte Eletrônico)  MDFe (Manifestação de documentos fiscais eletrônicos) , em virtude da implantação da nova estrutura, para atender o aumento na demanda de autorização destes documentos.

Esta nova estrutura, deve trazer tanto um aumento na performance em relação ao serviço antigo, quanto um aumento na disponibilidade dos serviços, visto que, ela está alocada em dois lugares distintos, sendo assim, capaz de suportar problemas técnicos sem afetar as operações das empresas.

Outro benefício que fica implícito com essa mudança, é que as interrupções dos serviços de autorização, para que sejam realizadas atualizações, devem ser reduzidas a praticamente zero, em virtude dessa redundância dos webservices. Com isso, a incidência de utilização do sistema de contingência também deverá ser reduzido.

Os novos endereços dos webservices, podem ser encontrados nos links abaixo, conforme seu documento fiscal eletrônico:

 

Soluções Tecnospeed (impacto reduzido)

Aos desenvolvedores que utilizam soluções Tecnospeed, tem esse impacto reduzido, visto que a aplicação não precisa sequer ser recompilada para poder atender essa nova realidade.

Basta atualizar os arquivos INI de configuração (ex: nfeservidoreshom.ini, ou nfeservidoresprod.ini) , que a modificação já surtirá efeito instantâneo, sem alterar uma linha de código sequer na aplicação.

Deste modo, a Tecnospeed leva aos seus clientes o que chamamos de " Mais software, menos esforço ".