Temos visto desde o início de  2014 uma série de mudanças na Nota Fiscal Eletrônica, principalmente com a migração da 3.00 para 3.10. Foram duruante o ano um total de 7 Notas Técnicas publicadas somente para esse documento (em outras situações, já falamos que em média são feitas 6 mudanças por ano na NF-e). Este cenário é extremamente ruim para o desenvolvedor de software porque exige de sua equipe de desenvolvimento um constante trabalho somente para atender às solicitações da SEFAZ.

As NT’s que foram publicadas este ano trouxeram para nós desenvolvedores de software uma série de problemas por conta do modelo de trabalho da SEFAZ Nacional. Boa parte das Notas Técnicas não trouxeram uma versão definitiva do documento , tendo várias consecutivas que vinham uma para corrigir a anterior. O lançamento seguido das NTs 1.10, 1.20 e 1.21 (as duas últimas em um intervalo de apenas uma semana), tronou o trabalho com os documentos fiscais eletrônicos mais desgastante.

Para ilustrar esse problema, nas últimas duas semanas, onde foram publicadas NTs 1.20 e 1.21, várias regras da primeira Nota Técnica foram excluídas da segunda e CFOPs foram readequadas, embaralhando os planos dos desenvolvedores.

Encontramos também na NF-e este ano, durante as adequações de nossos produtos para as novas normas, recorrentes falhas nos prazos de ativação de WebServices e prorrogações que quebram todo um roadmap que foi planejado. O caso mais recente é da NT 2014/002, onde o servidor de homologação era para ser ativado em 15/09, mas até o dia 09/12 não conseguimos uma resposta positiva da SEFAZ. Todas nossas tentativas retornaram falhas de esquema ou que o evento enviado é inexistente.

Entendemos por meio das constantes modificações no documento NF-e que mesmo depois de muitos anos de trabalho e uma maturidade bem desenvolvida por parte de todos os envolvidos, o resultado ainda não está ideal . Isso nos aponta que podemos esperar ainda em 2015 mais mudanças com objetivo de melhorar ainda mais o modelo de trabalho. Quem estava no início da NF-e em 2008, vai se lembrar que o cenário era muito pior do que encontramos hoje, sendo essencial esse esforço para melhorar ainda mais as condições do projeto da Nota Fiscal.

Portanto, o desenvolvedor precisa estar atento para essas constantes alterações de pacotes de esquemas e prazos de liberação de WebServices . No atual cenário, se não houver um acompanhamento contínuo com a SEFAZ, facilmente seu sistema pode ficar desatualizado e, quem sofre com isto, são seus clientes que necessitam desta comunicação em perfeito funcionamento.

Já se você é desenvolvedor de software cliente da Tecnospeed, pode ficar tranquilo quanto às mudanças. Nós já adequamos as soluções de NF-e para a maioria das NT’s de 2014:

  • NT 2013/005 - v1.10
  • NT 2014/001
  • NT 2014/002 - v1.00

Algumas estão previstas para serem compatibilizadas nas versões de 2015 dos produtos. São elas:

  • NT 2013/005 v1.20 e 1.21
  • NT 2014/002 v1.01
  • NT 2014/004 v1.10