Este ano para o Sistema Público de Escrituração Digital (Sped) é um ano de grandes mudanças. Além da consolidação de projetos novos, como a Nota Fiscal Eletrônica para Consumidor Final (NFC-e) e do Manifesto de Documentos Fiscais Eletrônico (MDF-e), também é o ano de profundas modificações em processos de documentos mais antigos, como a Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) e o Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e).

2014 é um ano de mudanças no Sped

Um dos maiores impactos aos contribuintes será a desativação do Scan, serviço de contingência utilizado hoje pelas empresas emitentes de NF-e. Apesar do desafio para o desenvolvimento, os serviços virtuais de contingência, conhecidos como Sefaz Virtual de Contingência ou SVC, permitem diversos benefícios aos contribuintes, reduzindo complicações próprias do Scan. Além disso, a versão 3.1 do layout da NF-e e a versão 2.0 do CT-e entram em vigor.

Todas essas mudanças, junto com a consolidação de novos documentos fiscais eletrônicos, fora o eSocial , projeto audacioso do Governo que vem causando reboliço em todas as software houses do país, transformam 2014 em um ano de revisão estratégica das empresas. É o momento de procurar praticidade e facilidade de aplicação dessas mudanças, com inteligência e inovação. Esse é o ponto de partida para se destacar em um momento de grande corre-corre para não deixar o cliente na mão.

A TecnoSpeed oferece o Manager eDoc . Um componente “tudo em um”, capaz de facilitar o desenvolvimento e a aplicação dessas alterações na legislação dos documentos fiscais eletrônicos, abrangendo NF-e, CT-e, MDF-e, NFC-e e NFS-e . Prepare-se! As mudanças estão a porta, mas com o Manager eDoc é possível ter a certeza de que o planejamento poderá ser realizado, além de minimizar impactos ou falhas para o cliente final.

TecnoSpeed TI

"Mais software, menos esforço."