Os desenvolvedores que lidam com documentos fiscais eletrônicos do consumidor estão envolvidos em um cenário de grandes incertezas que vão se aclarando conforme o tempo vai passando. Isso, sem dúvidas, traz enormes dores de cabeça para as empresas que precisam estar constantemente dedicando tempo em suas soluções.

Uma das dores de cabeça dos desenvolvedores é o PAF-ECF , o programa de homologação do software responsável pela automação fiscal. Sempre que conversamos com nossos clientes sobre o assunto, eles chamam atenção sobre a dificuldade e a burocracia que foi criada pelo projeto, complicando ainda mais o desenvolvimento de software.

No Paraná, o PAF-ECF já teve calendário de obrigatoriedade agendado por duas vezes e as datas foram prorrogadas. Embora a legislação não se concretizasse, o desenvolvedor precisa estar antecipado para entregar dentro das datas a solução preparada para seus clientes. As empresas de software do Paraná, consequentemente, trabalharem em seu desenvolvimento para homologar e disponibilizar os sistemas preparados.

Para fugir de toda essa burocracia, uma das alternativas é o projeto da NFC-e , que dispensa a homologação de software e possui uma flexibilidade muito maior para a solução, simplificando até o software emissor. A expectativa é que o Paraná lance seu calendário de obrigatoriedade já no início de 2015 e com isso muitas empresas comecem a aderir ao projeto voluntariamente.

Os estados que já lançaram o ambiente de produção mostraram que não é necessário a obrigação chegar para as empresas migrarem suas soluções. Em todo o país, o resultado para o empresário que migra do ECF para a NFC-e vem muito rápido de diversas formas: flexibilidade de PDVs, automação de vendas, expansão rápida, redução de custo e diversas outras vantagens que já falamos em várias situações.

Por isso, se você é desenvolvedor no Paraná, fique atento as novidades que estão por vir no estado para a NFC-e. Com a adesão maciça ao projeto, a redução de tempo, esforço e custo será em toda a rede: desenvolvedores, fisco e contribuintes. Não perca a oportunidade de sair na frente e oferecer rapidamente a novidade aos clientes.

Para saber mais, não perca o Webinar sobre as tendências e perspectivas para 2015 no universo fiscal , faça sua inscrição!