No dia 16 de janeiro de 2018, foram emitidos e autorizados, em ambiente de produção, os primeiros Bilhetes de Passagem Eletrônicos  do país. Essas emissões foram realizadas  pela empresa Eucatur, no terminal rodoviário de Campo Grande e de Dourados, no Mato Grosso do Sul.

 

Emissão do bilhete eletrônico no terminal rodoviário de Campo Grande (Foto: Eucatur/Divulgação)


Três dias após as primeiras emissões, no dia 19 de janeiro, o coordenador nacional do projeto piloto do BP-e, Daniel Carvalho, declarou que a Eucatur já havia emitido mais de 1.200 Bilhetes de Passagem eletrônicos. Ainda segundo Carvalho, outras empresas do Mato Grosso do Sul começarão a emitir o documento nas próximas semanas.

O coordenador do projeto aproveita para ressaltar as vantagens de utilizar o BP-e, tanto para o contribuinte, quanto para o cliente final. "“O ganho é a versatilidade para o usuário do serviço. Basta o cliente solicitar o bilhete pela internet e a empresa, diante da solicitação do passageiro, encaminha para a Sefaz o pedido de autorização e gera o próprio bilhete ao usuário, que pode imprimir em uma folha de sulfite ou baixar pelo celular como as passagens de avião”.

 

Bilhete de Passagem Eletrônico já está disponível para todas as empresas

Desde o dia 1º de janeiro de 2018, empresas de transporte rodoviário de passageiros já podem utilizar o Bilhete de Passagem eletrônico (modelo 63) em substituição ao Bilhete de Passagem Rodoviário (modelo 13).

Para utilizar o BP-e em produção, a empresa interessada deverá utilizar o ambiente de homologação para autorizar 10 bilhetes, cancelar 1, e registrar um evento de não-embarque. Realizadas estas etapas, a empresa obtém a autorização da Secretaria da Fazenda para usar o BP-e.

 

Saiba tudo sobre o Bilhete de Passagem Eletrônico

Desenvolvedores de softwares de gestão de transporte rodoviário de passageiros tem, no Bilhete de Passagem Eletrônico, um desafio e uma oportunidade. De todo modo, ainda não foi estabelecida obrigatoriedade, e por isso o mais importante é implementar logo e ficar pronto para a demanda que surgirá.

Confira nosso  Guia Completo do Bilhete de Passagem Eletrônico ,   saia na frente dos concorrentes e implemente o módulo BP-e no seu software.