Existem algumas diferenças importantes entre os modelos eCNPJ e eNF-e, portanto  compreendê-las faz a escolha de qual certificado digital é mais interessante para a empresa ou o negócio mais fácil e assertiva.

O eCNPJ, juntamente com o eCPF, foram os primeiros modelos de certificados digitais adotados no Brasil, mas, em virtude da rápida expansão da Nota Fiscal Eletrônica (NF-e), algumas certificadoras desenvolveram um modelo específico para tal documento, chamando-o de eNF-e.

Em geral, as empresas querem adquirir um único certificado digital, que lhe sirva para realizar todas as atividades referentes aos documentos fiscais eletrônicos e, ainda assim, possa utilizá-lo para outros fins.

O único modelo capaz de atender a todos os documentos fiscais eletrônicos é o modelo eCNPJ, distribuído tanto em formato A1 (arquivo digital) quanto A3 (smartcard ou token).

Segundo a Serasa Experian, em seu site, a “possibilidade de emitir o certificado digital para pessoas diferentes dos representantes legais registrados na Receita Federal do Brasil, desde que devidamente autorizados pela empresa” é a maior vantagem do certificado eNF-e A1.

A Certisign destaca a legalidade do certificado em seu site, recomendando o eNF-e nos modelos A1 ou A3. “Criado especialmente para emitir notas fiscais eletrônicas (garantindo sua conformidade na Lei) e atribuir ao funcionário responsável de sua organização a alçada necessária e restrita para emissão e gerenciamento de NF-e”.

O certificado eCNPJ tem uma maior aceitação no mercado, em virtude da sua abrangência no que diz respeito a documentos fiscais eletrônicos. Contudo, vale destacar que o eNF-e tem algumas características que para certas empresas é indispensável. A principal delas é que o eNF-e, em comparação aos demais certificados, possibilita identificar quem é o faturista que está realizando a operação, permitindo à empresa possuir mais de um certificado credenciado para realizar o faturamento.

Ambos os certificados devem estar em conformidade com o ICP-Brasil (Infraestrutura de Chaves Públicas), um procedimento elaborado para sistema de criptografia com base em certificados digitais.

Alguns webservices municipais de NFS-e (Nota Fiscal de Serviço Eletrônica) têm aceitado autenticação com o certificado digital eNF-e, contudo não existe uma legislação que os obrigue a aceitar tal certificado.

Em suma, escolher o melhor modelo de certificação para utilizar em sua empresa depende muito do modelo de negócio da mesma, pois são as necessidades que vão ditar a escolha certa.

As soluções da Tecnospeed atendem a todos os modelos de certificados que a legislação fiscal determina como válidos para emissão dos documentos. Portanto, após fazer a melhor escolha sobre qual modelo pode utilizar em seu sistema, se ele estiver utilizando componentes ou produtos Tecnospeed, pode ficar tranquilo que a emissão será compatível.