A Secretaria da Fazenda do Estado do Amazonas suspendeu a inscrição estadual de 5.822 empresas que não estavam  emitindo Nota Fiscal eletrônica (NF-e) .

Das 130 mil empresas ativas no estado, o número 5.822 é bem expressivo: representa 4,4% das empresas do Amazonas, todas impedidas de operar enquanto estiverem irregulares com a obrigatoriedade fiscal da NF-e. Uma parte destas são empresas criadas com o intuito de serem instrumentos de fraude.

O secretário-executivo da Sefaz justificou a atitude: “Essas empresas tiveram um ano e meio pra se regularizar, e estão suspensas por não emitirem documento fiscal eletrônico.” 

Sendo o primeiro documento fiscal eletrônico do projeto SPED, a Nota Fiscal Eletrônica é um projeto maduro e totalmente consolidado, o que significa que o fisco pode realizar esse tipo de operação quantas vezes forem necessárias para garantir o cumprimento da obrigatoriedade.

 

Infelizmente, é bem provável que nós ainda venhamos a divulgar mais notícias como esta. Nenhum contribuinte quer fazer parte desta estatística, e a solução é utilizar um software que lhe permita cumprir com todas as exigências fiscais.

Esta é uma oportunidade de mercado para desenvolvedores, e se você ainda não possui um módulo de emissão fiscal em seu ERP ou está gastando muito dinheiro e paciência para desenvolvê-lo, conte com a TecnoSpeed .