Essa semana, assisti um vídeo bem curto e muito interessante que me levou a pensar sobre a crescente adesão da NFCe no Brasil , pois é bastante falado da mobilidade que esse novo modelo de documento fiscal eletrônico trará para o varejo brasileiro, que é um setor hoje carente de novas tecnologias nacionais para inovação. 

Esse foi o vídeo que assisti essa semana, de uma compra efetuada em uma loja da Apple:

A atendente efetua a venda por meio de um iPod e o pagamento é feito direto nele, por meio de cartão de crédito. Como ela mesma explica, é uma aplicação de vendas usada nas lojas da rede.

Esse é um exemplo claro de PDV móvel, onde a rotina de "pagar no caixa" é completamente eliminada. 

Atualmente, grande parte das empresas usam o ECF ou PAF-ECF para emissão de cupom fiscal, que é uma solução de hardware de impressora fiscal homologado que centraliza essa operação. Toda compra deve passar pelo PDV para que seja emitido o documento fiscal.

A NFCe elimina essa rotina, tornando o documento que antes era físico em uma versão digital e podendo ser emtido para a SEFAZ de qualquer lugar: um celular, tablet ou um PDV simplificado (sem impressora fiscal). Isso abre uma gama de estratégias de atendimento que antes não era possível e que permite o varejista atuar de formas completamente diferentes. Fora o fato de possibilitar redução de custos, enxugando processos.

Em alguns casos que já foram implantados PDVs móveis em lojas com NFCe, os  resultados aumentaram muito, pois agora o vendedor não depende mais do caixa para fechar a compra. Ele mesmo pode fazê-la com o cliente durante a compra, aumentando principalmente o ticket médio. 

Atualmente, os estados que estão implantando a NFCe não dispensam a impressão do cupom - por meio de impressora não fiscal - por questões puramente culturais de adesão ao papel. Porém, em um futuro próximo esse processo tende a ser simplificado, rompendo barreiras não só de inovação ao varejo, mas principalmente na forma como o conhecemos atualmente. 

Se tem dúvidas sobre como funciona a NFCe , pode baixar o nosso Dossiê que contém tudo o que você precisa saber sobre esse novo modelo de documento:

Baixe aqui o Dossiê NFCe 2.0