Há cerca de 50 anos atrás, nossos clientes tinham um perfil diferente: o interesse era na satisfação da necessidade e, sendo simplista, só. Não havia uma infinidade de opções para satisfazer uma mesma necessidade, se o consumidor queria um lugar para sentar, a alternativa dele era comprar uma cadeira, quiçá um banquinho como alternativa. E ponto. Havia empresas especializadas em cadeiras e elas poderiam sobreviver só esperando os clientes que precisassem de cadeiras procurarem elas, eles precisavam mais do produto do que a empresa precisa dos clientes.

Os tempos mudaram e o perfil de consumo também, uma das coisas que menos importam hoje é a necessidade já que ela pode ser satisfeita por uma infinidade de produtos semelhantes. Se um consumidor quer um lugar para sentar, há cadeiras, bancos, puffs feitos nos mais diversos materiais e formatos, personalizados de acordo com a imaginação do cliente!

O mercado se tornou mais competitivo, as empresas passaram a se preocupar diretamente com os desejos dos consumidores, com as suas preocupações também: o consumidor do século XXI se preocupa também com a sustentabilidade, com a reputação da marca que compra!(...) Continue lendo.