Neste ano de 2015, a Tecnospeed conquistou diversos prêmios, com um destaque especial na área de Gestão de Pessoas . Por isso, queremos compartilhar um pouco dessa experiência com a nossa rede, para que a mesma possa também usufruir desse conhecimento e melhorar o seu desempenho em todos os setores.

Para uma empresa de Tecnologia, talvez um dos maiores desafios do negócio não seja produzir, vender, dar suporte, mas sim lidar e gerenciar pessoas, afinal de contas são elas que executarão todas essas atividades. Não é a toa que temas como liderança e satisfação de colaboradores, são temas cada vez mais em evidência.

Porque gerir pessoas é importante?

Imagine que você tem um time de futebol (exemplo clássico), seu objetivo é vencer os jogos para poder se manter no campeonato. O mínimo que você precisa, são de 11 jogadores para poder entrar em campo, porque, por mais experiência e competência que você tenha, não conseguirá ganhar um jogo sozinho. 
A estratégia então é procurar os melhores jogadores, treina-los arduamente, repassar toda sua sabedoria, todo seu conhecimento e então vem aquela convicção que tudo vai dar certo, afinal de contas, você tem os melhores jogadores e agora eles sabem tudo o que precisam pra vencer. Contudo, no primeiro jogo vocês levam uma goleada e perdem de 10x0. Mas espere aí, o que foi que aconteceu?

O que aconteceu foi que, você provavelmente se preocupou com a parte técnica e esqueceu de ouvir seus jogadores, de saber que fulano se desentendeu com ciclano e que beltrano não estava concentrado para jogar porque estava com problemas pessoais. Parece conto da carochinha mas não é. É exatamente por isso que a gestão de pessoas é tão importante! 

É preciso saber lidar com diferenças, gerenciar conflitos, potencializar talentos e reconhecê-los também!

Na Tecnospeed, as pessoas são foco principal na empresa, pois quando cito pessoas, estou me referindo aos clientes, fornecedores e também os colaboradores.

Saber ouvir

Nesse processo de gestão, nós erramos bastante, mas o mais importante, aprendemos uma lição essencial: saber ouvir . Ouvir as necessidades, os anseios, os sonhos e principalmente, as expectativas. As expectativas dos nossos clientes quando adquirem um produto, as expectativas de relacionamento dos nossos fornecedores e as expectativas de vida dos nossos colaboradores. Nós acreditamos que o segredo está no alinhamento de expectativas.
Foi através desse alinhamento, que pudemos perceber o quão importante seria para nossos colaboradores poder trabalhar em Home Office e também ter um sistema de remuneração mais justo, amparado pela  Meritocracia .

Hoje, temos que admitir que, um sem o outro não funcionaria e para que os dois pudessem ser implementados, tivemos que melhorar muito nossa gestão em diversas áreas. Este processo levou a empresa para um outro nível de maturidade.

Este foi um grande desafio, pois passamos a remar contra a maré, visto que, a grande maioria das empresas do setor, possui um sistema de remuneração baseado num plano de cargos e salários amparado no tempo de trabalho e diplomas de capacitação. 

O que realmente nos deu confiança para continuar  implantando e expandindo os sistemas de Home Office e Meritocracia , foram os resultados, que começaram a aparecer logos nos primeiros meses. Ou seja, só foi possível entender que realmente estava trazendo resultado positivos, pois nosso processo com acompanhamento de indicadores já estava maduro o suficiente para medir e expor aos envolvidos.
Olhando para trás, reconhecemos que todo o esforço valeu a pena, pois hoje, mais do que prêmios, podemos contar com equipes engajadas, motivadas e prontas para enfrentar qualquer desafio!